Luto Vermelho

Em memória de Alípio Viana Freire


Se a Morte pode ser alívio

Hoje a saudade tem nome

E o seu nome é Alípio

A origem do nome é grega

Aquele que não sente tristeza

A conduta de Alípio agrega

Pelo exemplo de firmeza

Sua história, aos poderosos, irrita

Muito além de admirado

Tinha o Amor de sua Rita

Nas conversas do bar Pirandello

Nas campanhas e no jornalismo

Havia nele um fratello

Da ala vermelha e lirismo

Cunhado de Aytan Sipahi

Dois guerreiros mordazes

Dos melhores que conheci.

Nas barbas de Sabedoria

Apoiando-se numa bengala

Transformava as noites, os dias

Em encontros de gala

Ensinava, sorria e escrevia

Discursos mais que flamejantes

Com ponderações, todavia

De humores hilariantes

Ele era da ala vermelha

Em toda a organização

Reacendia as centelhas:

Solidário de Coração.


Homenagem de Celso (Tilango) Fontana, 22/04/2021


22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo