O 2º sarau do majestoso Vai Quem Quer (vídeo na íntegra)

Atualizado: 16 de dez. de 2020


Maravilhosas apresentações animaram as comemorações do 72º aniversário do presidente-rei do Vai Quem Quer, Guga Augusto, no 2º sarau do bloco na Terra Redonda Editora, dia 5/8/2020. O evento, além de divulgar o livro 40 anos do glorioso Vai Quem Quer, de Pato Papaterra, levou muita alegria para nossos foliões, por hora isolados socialmente.

Veja abaixo o vídeo e acompanhe o que aconteceu nos comentários do chat.



SEGUNDO SARAU VQQ – ANIVERSÁRIO DO PRESIDENTE REI GUGA.

1- PATO – LEITURA DO LIVRO VQQ – CANDIDATURA DA ELMA.

2- ZIMBHER – CANTA – “1981” DE SUA PRÓPRIA LAVRA.

3- JOÃO NEPOMUCENO – VIOLÃO – “A MINHA FANTASIA É UMA TOALHA”

Vitor Leal Pinheiro: minha fantasia nos 39 do Vqq era uma toalha :)

4- BETÃO – CANTA SUA NOVA MARCHINHA PARA O VQQ.

O Vai Quem Quer chegou (Beto Borges)


O Vai Quem Quer chegou

Eô Eô

Pede licença para entrar na rua

Comemorar que a vida continua

E a nossa gente alegre quer

Cantar e dançar e beijar, namorar

O Vai Quem Quer chegou

Eô Eô

Pede passagem pra mostrar seu samba

Nosso batuque é quente pra caramba

E o nosso povo agora quer brincar

Se esparramar


É o glorio-o-o-o-o-o-so

É o mais gosto-o-o-o-o-o-so

Delicio-o-o-o-o-o-so

Não tem outro igual

É o mais charmo-o-o-o-o-o-so

Isso é o que ele é

Vem cá meu bem

Pular no Vai Quem Quer

O Vai Quem Quer chegou

Eô Eô

Pede licença para entrar na rua

Comemorar que a vida continua

E a nossa gente alegre quer

Cantar e dançar e beijar, namorar


O Vai Quem Quer chegou

Eô Eô

Pede passagem pra mostrar seu samba

Nosso batuque é quente pra caramba

E o nosso povo agora quer brincar

Se esparramar

É o saboro-o-o-o-o-o-so

Apetito-o-o-o-o-o-so

Escandalo-o-o-o-o-so

É sensacional

É o majesto-o-o-o-o-o-so

É o mais dengo-o-o-o-o-so

Contagio-o-o-o-o-o-so

É fenomenal

(pra finalizar)

É o mais charmo-o-o-o-o-o-so

Isso é o que ele é

Entra bicha, entra hômi

Entra véio, entra muié

Ma-Rê Tampieri: adorei :)

Renato Fontes: Muito bom!!


Soraia Ioti: Oi, quero pedir uma inscrição de última hora da minha amiga tia Ana, jongueira de 86 aninhos, pra ela cantar um parabéns diferente pro Guga.

5- CACHOEIRA – DECLAMA “POESIA ANALÍTICA”.

Soraia Ioti: o kalifa

Elias Pereira: Grande irmão Sérgio Papi. Bom ter você aqui

Iá Victal: Ei, VQQ, estou aqui. Acabei de chegar

6- DONA ANA - CANTA - "CANÇÃO DE ANIVERSÁRIO" E

SORAIA – CANTA, ACOMPANHADA POR ZECA – “CARINHOSO” DE PIXINGUINHA


Canção de Aniversário (Albertinho Fortuna)

Hoje é dia do seu aniversário Parabéns, parabéns. Fazem votos que vás ao centenário os amigos sinceros que tens. Reunidos nesse dia de tão grande alegria. Pedem todos que as bênçãos de Deus caiam todas sobre os dias teus. E que em data igual a esta haja sempre a mesma festa Cada um renovando os votos que hoje fazem de venturas e de paz.

Laerte: Soraia é um arraso!!!!!

Laerte: Parabèns pro Zeca tb!!!!

7- CLARA DUM – CANTA – COMPOSIÇÃO DE SUA AUTORIA

Ma-Rê Tampieri: linda, adorei

Soraia Ioti: linda música e linda voz

Sergio Papi: Lindo!

Carlos Zimbher: <3

Lucila Pinsard: maravilhoso!!!

Lucila Pinsard: lindo Clara

Rodolfo Marincek Neto: Maravilhoso

RAFA ELLA: lindas! que maravilha!

Lincoln Antonio: bela dupla!

Vitor Leal Pinheiro: <3

André Setti: Espetacular, muito espetacular. Parab[ens para voc"es!

Laerte: muito bom!!!!

Soraia Ioti: diferente de todas as músicas falando da pandemia que eu ouvi, lindaaaaaa

8- CRISTIANO DI GIORGI – DECLAMA- “FLYING CROOKED” – TRADUÇÃO PRÓPRIA.

9- RENATO FONTES – CANTA- “NO RASTRO DA LUA” DELE E MARCEL MUCCI

No rastro da lua

(Renato Fontes/ Marcel Mucci)

Ao rés do chão

Aos pés da cruz

Faço promessas em vão

No ar eu me desfaço

Meu peito é brisa leve

No rastro da lua,

No tempo eu sou poeira

Um pecador como eu

No breu, um brilho sem luz

Vou rastejando entre os meus

Que também chamam Jesus, no adeus

É Vendaval, no coração

um canto de amor e medo

E A vida na palma da mão

Escorre por entre os dedos

Laerte: Integrante da Ala dos compositores do Camisa Verde e Branco. Baita compositor e percussionista


Lucila Pinsard: boa Renato

Lucila Pinsard: valeu

Carlos Zimbher: sensacional meu Reiiiiiiiii

Lucila Pinsard: viva Gugaaaa

Lucila Pinsard: maravilhosa

Laerte: Afe Guga!!!

10- RAFAEL – TOCA SAX – “NAQUELE TEMPO” DE PIXINGUINHA.

Soraia Ioti: amooooooo

Lucila Pinsard: grata Rafael!!!!

11- FELIPE PAPATERRA– FALA – COMO ANDA O PROJETO DO DOCUMENTÁRIO.

Ma-Rê Tampieri: obrigada

Lucila Pinsard: de chorar

Ma-Rê Tampieri: q bacana, parabéns!

Laerte: Muito legal!!!!! Parabéns!!!!

Tarcisio Drago: lindo Parabéns...

Carlos Zimbher: Valeu Felipeiraaaaaa....muito legal

Soraia Ioti: pô, nem sabia que dava, vê depois como fazer o negócio do iptu

Gabriel Dipierro: pessoal, o Evandro está na sala e quer cantar a maravilha dele

Flavio Vichi: Legal, Felipe! Parabéns!

André Setti: Muito legal,, Felipe!!

Laerte: mAIS UMA HISTÓRIA LINDA!!!

Alohá De La Queiroz: Parabéns! Sucesso! Pelo projeto

Felipe Papaterra: brigadao comunidade

12- PEDRÃO – CANTA – “POBRE MENINA”

Vitor Leal Pinheiro: Muito bom o Pato no Barracão do VaiQuemQué

Vitor Leal Pinheiro: Precisa fazer a festa aí com os carros alegóricos

Laerte: Pedrão já ganhou !!!!!

13- FRAN – TOCA E CANTA – “EU SOU COMO A EMA” DE SUA PRÓPRIA LAVRA.

Sergio Alli: https://www.catarse.me/99historias_sergiopapi

Vitor Leal Pinheiro: Mas não é um sax?

Vitor Leal Pinheiro: To ouvindo sax aqui

Soraia Ioti: ainda estou surpresa dele não ter mandado sacrificar a ema, como disse o Porchat, o cara não governa, se vinga

14- ANDRÉ SETTI – DECLAMA – POESIAS DE SUA PRÓPRIA LAVRA.

Carlos Zimbher: lindooooooo Setti

Soraia Ioti: mais um, mais um, mais um

Laerte: André sempre arrasando

Evandro Camperom: massa, Gabi. vou afinando a viola aqui

15- LAERTE – CANTA - "LIÇÕES DE VIDA"

Laerte: caiu estou tentando entrar de novo

Lições de Vida

Carlinhos Vergueiro

Compartilhar no Facebook

Compartilhar no Twitter

exibições

1.236

Lá vem você, com lições de vida

Logo você, tão dividida

Um dia nega, um dia dá

De noite entrega

Depois de manhã vem cobrar

Se você fosse ao menos mulher

Como o poeta cansou de cantar

Se eu não soube te prender

Deixa eu poder te soltar

Que maravilha seria

Se um dia eu pudesse dizer

Se todos fossem iguais a você

Gabriel Dipierro: belissimo samba

Beto Borges: belíssimo

Marcelo Levy: lindo, Laerte.

Tarcisio Drago: Grande Laerte.... Belo...

Lucila Pinsard: oi Alohá

Elias Pereira: Posso me inscrever para tocar no baile? Caso possa vamos tocar "A jardineira"

Beto Borges: grande Elias!!

16- ELIAS PEREIRA – LEITURA DO SEU LIVRO DE CONTOS “OS OLHOS DESTINGIDOS”

Laerte: muito bom, Elias

Sergio Papi: mt bom Elias

Ma-Rê Tampieri: tá baixo?

17- ALINE NORONHA – TOCA PIANO E CANTA – “GAUCHO – CORTA JACA” DE CHIQUINHA GONZAGA.

O famoso Corta-jaca, nome com o qual o tango Gaúcho se popularizou, é uma das músicas mais gravadas e conhecidas de Chiquinha Gonzaga ao lado de Ó abre alas, Lua branca e Atraente. Nasceu nos palcos dos teatros musicados, onde foi dançado na cena final da opereta burlesca de costumes nacionais Zizinha Maxixe, imitada do francês por autor anônimo, representada no Teatro Éden Lavradio, em agosto de 1895. O ator Machado Careca (José Machado Pinheiro e Costa), autor anônimo da peça, terminou por colocar versos na música do Corta-jaca, ajudando a popularizá-la, sobretudo depois que sua versão foi gravada em disco pelo duo Os Geraldos. Ao longo da história, o Corta-jaca frequentou outros palcos e repertórios: café-cantante, chope-berrante, rodas de choro… Mas foi no Palácio do Catete, em 1914, que ele atingiu a glória. Executado ao violão pela primeira-dama Nair de Teffé, causou escândalo político e terminou por apelidar a administração de Hermes da Fonseca. A reação pode ser medida pelo discurso inflamado que o senador Rui Barbosa proferiu na tribuna. Ao indagar o que vem a ser o corta-jaca que tanto ouvira falar, ele arremata: “A mais baixa, a mais chula, a mais grosseira de todas as danças selvagens, a irmã gêmea do batuque, do cateretê e do samba. Mas nas recepções presidenciais o corta-jaca é executado com todas as honras de música de Wagner, e não se quer que a consciência deste país se revolte, que as nossas faces se enrubesçam e que a mocidade se ria!” Nunca antes na história do Brasil a música eminentemente popular fora executada na sede do governo, diante do corpo diplomático e da elite do país. (http://www.chiquinhagonzaga.com/)


Sergio Papi: Maravilha!

Sergio Alli: www.terraredondaeditora.com.br

Sergio Alli: https://www.catarse.me/99historias_sergiopapi

Helena Henry Meirelles: maravilhosa!

Iá Victal: Moneia querida, te vi com tule na cabeça. Tão bonita.

Tarcisio Drago: Bravo....

Soraia Ioti: vivaaaaaa

Sergio Alli: Últimos 4 dias de campanha no Catarse do livro 99 histórias, de Sergio Papi. Com míseros R$ 15 vc leva o ebook!

18- ALOHÁ – CANTA – “PARABÉNS À VOCÊ” e “O BRASIL É UM BARCO FURADO” DE SUA MÃE, EDENILDE QUEIROZ.

19- ALLI – DECLAMA – “ESPERO VOCÊ” E “EU NÃO GOSTO DE CARNAVAL” DE SUA LAVRA.

Soraia Ioti: esse romance se sustenta

Lucila Pinsard: https://www.terraredondaeditora.com.br/

Laerte: uau

Sergio Papi: Muito bom!!

Soraia Ioti: você gostava, só não tinha carnaval de verdade pra você ir antes do vqq

20- LIRA – CANTA – “PASSARINHOS” DE EMICIDA



Sergio Alli: O livro da Thais Sauaya na Terra Redonda: https://www.terraredondaeditora.com.br/product-page/aloysio-biondi

21- CLÓVIS – CANTA E TOCA CAVAQUINHO – “MINISTÉRIO DA ECONOMIA” DE GERALDO PEREIRA.


Ministério da Economia

(Arnaldo Passos / Geraldo Pereira.)

Seu Presidente,

Sua Excelência mostrou que é de fato

Agora tudo vai ficar barato

Agora o pobre já pode comer

Seu Presidente,

Pois era isso que o povo queria

O Ministério da Economia

Parece que vai resolver

Seu Presidente

Graças a Deus não vou comer mais gato

Carne de vaca no açougue é mato

Com meu amor eu já posso viver

Eu vou buscar

A minha nega pra morar comigo

Porque já vi que não há mais perigo

Ela de fome já não vai morrer

A vida estava tão difícil

Que eu mandei a minha nega bacana

Meter os peitos na cozinha da madame

Em Copacabana

Agora vou buscar a nega

Porque gosto dela pra cachorro

Os gatos é que vão dar gargalhada

De alegria lá no morro


Soraia Ioti: saudade de ouvir Geraldo Pereira

Maria Renata Bueno de Azevedo: Boa, Cló!

Soraia Ioti: minha época

Mara Cristina Sarti Dantas: Mto divertido, o sarau Vai Quem Quer! Adorei, parabéns!

Soraia Ioti: com direito à história da música, demais esse sarau

22- ZECA – CANTA E TOCA VIOLÃO – “VAI PASSAR” – DE CHICO BUARQUE.

Soraia Ioti: não pode faltar o chico!!!!

Maria Renata Bueno de Azevedo: Ótimo !

Carlos Zimbher: Laerte que bebida é essa mano?

Sergio Alli: Conheça o incrível professor Papaterra Redondo e contribua com o declínio e queda de Caléu Moraes. https://www.catarse.me/declinioequeda

Carlos Zimbher: A Anne tinha que cantar um Carimbó

Lucila Pinsard: grata zeca

Carlos Zimbher: essa dancinha do Pato é 10000000....

Soraia Ioti: vai passaaaaar

23- MA-RÊ – DECLAMA – POESIA DE SUA PRÓPRIA LAVRA.

Soraia Ioti: aqui só tem gente sem vergonha, perca a sua

Laerte: Zimbher, é Campari, OOU, VOLARE, OUOUOU

Iá Victal: e principalmente, grudados. bonito Ma-Rê

Laerte: poetisa de mãos cheias

Ma-Rê Tampieri: obrigada, rapazes :)

Carlos Zimbher: adorei a cor....e gosto do sabor tb...muito bom

Carlos Zimbher: Ma-Rê....muito bom menina!!!!

Ma-Rê Tampieri: obrigada, carlos

JUAN CUSICANKI: Maravilha!

Soraia Ioti: vai quem quer, faz o que quer

Ma-Rê Tampieri: pra vcs que iniciaram isso tudo

Iá Victal: e dançar

24- JONAS – DITADO ANTIGO (TUNIQUINHO BATUQUEIRO.)

Lincoln Antonio: se tiver espaço, queria tocar uma pro Mojica

Lucila Pinsard: