Outro do "Rumor da Casa"

Por Telma Scherer


Frame da videoperformance no Castelinho do Alto da Bronze.


*


Fechei todas as portas. Há veneno de rato pela casa. Fico quieta horas inteiras, espero. Tenho medo do branco e do lençol. Essa casa tem os seus subterfúgios.

As janelas para azul e para o negro abro e fecho uma a uma, como livros.

Fujo. A violência espera em quartos. Vejo estrelas no teto a dançar: dançam, dançam, porque eu me giro toda, olho o teto enquanto danço, danço.

Nessa casa há porão e nem saída, e as agulhas ainda dançam na minha mão.

Pega tu nessas agulhas, livro aberto. É tudo uma questão de tempo, e estamos sós, tu e eu, aqui dentro.


*

Eu e a Danielle Lua Vermelha trabalhamos bastante nesse vídeo, que ficou pronto em 2013 (a gente filmou no Castelinho ainda em 2010). Mostramos em alguns eventos culturais, e dois trechinhos foram para o youtube, a seguir:



Telma Scherer é autora de O sono de Cronos e Squirt, que em breve terão lançadas suas segundas edições pela Terra Redonda.



0 visualização0 comentário