As canções do asfalto sem fim (Léo Bueno)

As Canções do Asfalto Sem Fim falam de um tempo ao contrário, no qual tudo se desenvolve para trás e para baixo. Começam em junho de 2013, quando uma esperança, meio eufórica, sai pra rua, se perde e não volta. Seguem por estes anos, abrigando nos vãos das palavras a conspiração, o golpe, as traições premiadas,  o sangue de Marielle e o conluio de bancos, igrejas e  mídias a eleger milícias fascistas e engendrar a barbárie democratizada.
Por isso, estas canções  são poesia necessária, feito ar quando falta. São poesia remédio: qual homeopatia,
curam com tristeza lírica a depressão e o tédio. São poesia romântica, percurso do amor cambalente atrás da perdida esperança e seu insolúvel flautim no leito do asfalto sem fim.

As canções do asfalto sem fim (Léo Bueno)

REF: 978-65-81026-08-0
R$ 40,00Preço
  • Léo Bueno é paulista do ABC, mas nasceu no exílio (de seus pais), em Porto Rico, em 1973. É jornalista e trabalhou na rádio Jovem Pan de São Paulo e no Diário do Grande ABC, além de sites e revistas. 
    Em 2005, ficou em 2º lugar no Mapa Cultural Paulista com o conto Déjà-Vú. Desde então, porém, esta é sua 1ª obra-solo  publicada, ao lado do livro de contos Gotas de Mim pelo Chão, pela Terra Redonda Editora.
    Léo Bueno gostaria que o fascismo não existisse.

Faça parte de
nosso cadastro

Terra Redonda

Rua Gregório Paes de Almeida, 184 - 05450-000 - São Paulo SP

CNPJ 34.305.442/0001-68 

contato@terraredondaeditora.com.br - Telefone (11) 3021-7021

© 2020 Terra Redonda Editora. criado com Wix.com